Ministro Luiz Marinho defende debate sobre adoção da jornada de 4 dias de trabalho sem descontos no salário

Ministro Luiz Marinho defende debate sobre adoção da jornada de 4 dias de trabalho sem descontos no salário



Postada em : 05/12/2023

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, afirmou nesta segunda-feira (9) que o Brasil deve discutir o tema da semana com jornada de apenas 4 dias de trabalho – modalidade já adotada por algumas empresas e países – sem reduções de salário e que já “passou da hora” dessa discussão acontecer.

Ele acredita ainda que a metodologia não teria impacto negativo na economia brasileira, mas reforçou que essa é apenas uma opinião do próprio ministro, sem representar uma posição do governo, já que o tema ainda não foi levado ao presidente Lula.

“Tenho certeza de que o presidente Lula não iria bloquear um debate, em que a sociedade reivindique que o Congresso analise a possibilidade de redução da jornada de trabalho. Sem redução dos salários, evidentemente. Eu acho que a economia brasileira suportaria”, afirmou em sessão da Comissão de Direitos Humanos no Senado Federal.

Marinho ainda afirmou que esse é um tema que deve ser discutido pela sociedade civil e pelo Congresso Nacional, a quem cabe legislar sobre questões trabalhistas.

A proposta da jornada de 4 dias de trabalho já vem sendo testada e defendida mundialmente, afirmando que com maior tempo de descanso e lazer para os trabalhadores, eles ficam mais produtivos nos dias de trabalho e ainda ajuda na redução de várias doenças relacionadas ao trabalho.

Fonte: Contábeis